quarta-feira, 20 de junho de 2018

Gestante baleada no mês passado em Itabuna é executada em Coaraci

Fabiana Silva dos Santos, de 20 anos, estava grávida e já havia sido vítima de um atentado no mês passado, no bairro Pedro Jerônimo, em Itabuna. Na época, foi baleada no rosto e pescoço. Apesar da gravidade dos ferimentos, conseguiu sobreviver. Após vários dias internada no Hospital de Base, em Itabuna, a jovem teve alta. Com medo, Fabiana, foi para casa dos familiares em Coaraci. 

Ela tinha esperança que encontraria paz nos últimos meses de gravidez. Mas, não conseguiu fugir do seu trágico destino. A morte, mais uma vez, cruzou seu caminho e dessa vez sem escape. Fabiana foi executada na tarde desta segunda-feira (18), mais precisamente, por volta das 16h30min, na Travessa São Domingos, bairro Jardim Cajueiro. Segundo testemunhas, o crime brutal foi cometido por dois homens encapuzados, que invadiram a casa da vítima, anunciando assalto. Um deles, então, puxou a arma e atirou na cabeça da gestante, que morreu sentada no sofá, mesma posição em que estava, quando os assassinos chegaram.

No rosto e pescoço, os curativos dos ferimentos do atentado anterior, ensanguentados por outro tiro, agora, fatal. Fabiana estava no sexto mês de gestação. A polícia investiga o caso e a principal hipótese é de que o pivô da execução tenha sido o tráfico de drogas. É possível, ainda, que o mesmo grupo que tenha tentado matar a jovem em Itabuna, assim que descobriu que ela saiu do hospital em Itabuna e veio à Coaraci, concluir a missão. Os familiares estão em choque com tamanha crueldade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário