quarta-feira, 1 de maio de 2019

"Ele vendeu a alma para o diabo", é o que o povo diz sobre Jadson, afirma Nino Torquato

Ex-vereador faz uma análise do momento político atual (Fotomontagem: Fato)
O ex-vereador Nino Torquato (PDT), declarou hoje que a impopularidade do prefeito de Coaraci, Jadson Albano (DEM), se deve ao fato do prefeito não estar cumprindo promessas assumidas em campanha. Segundo ele o que se ouve na voz do povo é: "Ele vendeu a alma para o diabo. Prometeu o que não poderia dar". 

Segundo Nino, o atual prefeito foi eleito prometendo empregos para as pessoas e não cumpriu, o que decepcionou à muitos. "Ele usou o mesmo método que o pai sempre usou", ressaltou dizendo que Jadson carrega os mesmos vícios populistas do pai, apesar do prefeito ter tentado se afastar politicamente de Gima.  

Para Nino Torquato, houve uma surpresa até positiva de sua parte em relação à gestão Jadson. "O governo não de todo ruim, mas está longe de ser o ideal para a cidade". Ele diz que a dívida moral de campanha é o que provoca a rejeição do povo. "Jadson ainda não é o prefeito que Coaraci merece".

"2020 É O MELHOR MOMENTO PARA MIM"     

Político experiente, Nino Torquato tem 56 anos e pode ser considerado uma novidade na corrida municipal do ano que vem, principalmente diante do quadro atual. E ele está convencido disso. "2020 é o melhor ano para mim", assegura.

Ele acredita que a partir de 2016 demonstrou seu perfil "minha coerência política, não me misturei com nenhum grupo", destaca. "O país já deu o sinal de que quer uma mudança e acho que isso irá se refletir também em Coaraci. Eu já provei de fato quando estive à frente da coisa pública", ressaltou Torquato.

Nino foi responsável pela coordenação do Hospital Geral durante 8 meses, por volta do ano 2008 e presidiu a Câmara Municipal entre os anos de 2000 e 2002.

Herdeiro do legado do saudoso Joaquim Almeida Torquato ele passou quase 30 anos no MDB (antigo PMDB) e mudou para o PDT no ano passado para disputar uma vaga na Câmara Federal, depois de três mandatos de vereador. Ele foi o deputado mais votado da cidade, com 2251 votos, derrotando os candidatos do prefeito e da ex-prefeita Josefina e seu sobrinho Kadu. Apesar disso, não conseguiu chegar.

ADVERSÁRIOS

Gima e Joaquim Torquato foram adversários históricos na política local e ao que tudo indica a rivalidade continuará entre Jadson e Nino. É esperar pra ver! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário